Entenda a diferença entre Coaching e os demais tipos de abordagem - Academia de Coaching Integrativo

Entenda a diferença entre Coaching e os demais tipos de abordagem

Entenda a diferença entre Coaching e os demais tipos de abordagem

Arquivado em:

Quando precisa buscar apoio profissional para superar desafios ? seja pessoal ou profissional ? a quem você recorre? No mercado existem hoje diversas abordagens diferentes, cada uma com suas características próprias e, às vezes, bem específicas.

Quem tem problemas emocionais e deseja compreendê-los para resolver a situação, geralmente busca um Aconselhamento. A Terapia tem uma proposta parecida, mas os resultados são mais voltados ao alívio desse mal-estar. Para aqueles que desejam abordar questões relacionadas com sua carreira ou empresa, podem pedir o apoio de uma Mentoria ou Consultoria.

 

Sobre o Coaching

Com relação às abordagens, talvez a mais conhecida atualmente seja mesmo o Coaching. Esse processo, que ganhou projeção nas organizações após ajudar os colaboradores a alavancar seu potencial e alcançar posições de liderança, agora já é utilizado em todos os setores da sociedade. Além do executivo, existe também o coaching de carreira, de saúde e o de vida.

Em todos eles, a proposta é trabalhar com foco no que a pessoa procura, por meio do reconhecimento dos valores pessoais e da identificação de talentos, forças e virtudes. Diferente do treinamento e da consultoria, o coaching não tem receitas de sucesso prontas. Ele transforma a pessoa no melhor que ela mesma pode ser, de forma única e exclusiva, a partir das suas principais características.

Diferentemente de outros processos, chega agora ao mercado o Coaching Integrativo, que como o próprio nome já diz, oferece uma abordagem mais completa que os demais porque busca uma integração entre o concreto e o abstrato, isto é, entre a razão, a emoção, a sensação e a intuição. Por conta dessa característica, pode contribuir para desenvolver talentos, encontrar uma nova carreira ou superar um desafio pessoal ou de saúde.

“Um processo de Coaching Integrativo busca justamente agregar e considerar todas as necessidades de uma pessoa, o que envolve questões fisiológicas, de segurança, de relacionamento, de estima, de realização e de meta realização”, explica Rebeca Toyama, diretora da GFAI Coaching e fundadora da Academia de Coaching Integrativo.

Segundo ela, como todo processo de Coaching, o Integrativo também foca num objetivo. Porém, ele busca harmonizá-lo com as demais áreas da vida, de forma a evitar que os objetivos alcançados não interfiram em outros campos. “A nossa metodologia busca entender profundamente o aspecto que motiva o profissional, abordando as questões emocionais no caminho. Partimos da premissa de que não dá para separar o lado profissional e o pessoal, já que o ser humano é único, como um todo”, afirma.

Além do processo de desenvolvimento pessoal, o Coaching Integrativo visa também formar profissionais que queiram atuar como coach, ou mesmo aplicar a ferramenta no desenvolvimento de pessoas, seja como líder ou responsável pelos recursos humanos no ambiente em que atua. Aqueles que se enquadram nesse perfil devem procurar a Academia de Coaching Integrativo, especializada em difundir essa abordagem.

 

Artigo original aqui. 

RebecaAssinatura_frase

 

ACI