Sobre nós - Academia de Coaching Integrativo

Sobre nós

Conheça a ACI e seu propósito.

O que somos

A Academia é fruto do desejo de compartilhar conhecimentos e experiências relacionados ao Coaching Integrativo com pessoas que acreditam poder colaborar na construção de um mundo melhor. Nosso compromisso é formar indivíduos aptos a atuar como coaches de excelência na Abordagem Integrativa. Que queiram atuar profissionalmente na área de coaching, ou mesmo aplicar a ferramenta no desenvolvimento de pessoas, seja como líder ou responsável pela gestão de pessoas no ambiente em que atua.

mac-screen2

Agende uma sessão zero com um profissional

Receba nossas novidades no seu e-mail

Nossa equipe

Quem faz acontecer

Nossos valores

O que fazemos

Transferimos conhecimento e técnica da metodologia do Coaching Integrativo através de uma formação profissional. Promovemos o aprendizado por meio da experiência.Oferecemos acompanhamento técnico e suporte profissional para todos os nossos alunos até que se transformem profissionais com carreiras reconhecidas. A formação é certificada pela ALUBRAT (Associação Luso-Brasileira de Transpessoal), com 12 módulos semanais com duração de quatro horas aos sábados. A formação tem duração total de 100 (cem) horas, distribuídas da seguinte forma: 50% presenciais, 35% atividades complementares e 15% estágio supervisionado.

Visão

Ser uma referência no mercado de coaching formando profissionais de excelência engajados em promover o desenvolvimento humano esteja ele dentro ou fora das organizações.

Missão

Multiplicar, fortalecer e disseminar o Coaching Integrativo formando profissionais aptos a atuar no mercado com excelência e desenvolvendo instrumentos que permitam que essa metodologia continue sendo uma poderosa ferramenta de aprendizagem transformacional.

De onde viemos

Antes de contar onde estamos e para onde vamos, contarei de onde viemos...

Ainda lembro quando escolhi processamento de dados por não querer lidar com pessoas, parece que foi ontem. E logo em seguida o destino me trouxe como primeiro emprego uma Corretora de Câmbio, onde entrei como office girl e em pouco tempo me transformei numa operadora de mercado financeiro especialista em moeda estrangeira. O que me levou a escolher cursar administração de empresa e especializar-me em comércio exterior. Dessa vez foi o Fernando Henrique Cardoso que cuidou da minha transição de carreira, com o sucesso do Plano Real o mercado no qual eu atuava perdeu relevância e então recebi o convite de alguns investidores para montar uma consultoria para analisar oportunidades de investimentos e por conta disso me especializei em marketing e planejamento estratégico. Com o passar do tempo comecei a notar que havia uma peça chave para o sucesso em todos os planos de negócio e que nela habitava boa parte dos riscos de insucesso também. E então, descobri que estava frente a frente com o que tanto havia tentado fugir quando escolhi cursar processamento de dados, PESSOAS. E por conta desse reencontro com o ser humano que mais uma vez minha carreira sofreu alteração, passei a me interessar em pesquisar os motivos do não engajamento das pessoas nas empresas, descobri muito rápido que a falta de engajamento não era somente nas empresas, boa parte dos casos as pessoas tinham dificuldade de sentir-se parte da família, do relacionamento, da sociedade, enfim da VIDA. E com um pouco mais de pesquisa comecei a entender que esse sentimento de não pertencimento geralmente estava relacionado à dificuldade das pessoas reconhecerem seus valores, talentos e virtudes. E consequentemente não entenderem sua relevância ou papel no mundo.

Por onde passamos...

Uma longa jornada rumo ao conhecimento...

Assim que comecei a busca por compreender melhor a espécie humana encontrei uma pessoa muito especial chamada Jeannette Dente, fundadora da Fundação ACL, onde me indicaram para fazer um curso. Foi amor à primeira vista, ver a dedicação daquela senhora quase octogenária ao desenvolvimento humano me trouxe um rumo. Na última aula de algum dos cursos, de tantos que fiz por lá a Dona Jeannette perguntou-me: “Onde você pretende estar no futuro?”, e eu respondi impulsivamente: “Fazendo o que você faz...”. Acho que foi nesse momento que nasceu a coach Rebeca Toyama. Pois depois dessa resposta recebi o rumo da minha vida mudou, recebi o convite da Jeannete para frequentar a casa dela e começar a ser preparada para a missão que havia assumido. Em pouco tempo ela me indicou uma pessoa para que eu pudesse atender e começar a adquirir experiência. E mais uma vez, o destino mudou o curso do planejado, minha querida mestra adoeceu e veio a falecer. .. Enquanto tudo isso acontecia minha carreira numa multinacional alemã caminhava, cheguei a gerir uma equipe de 40 profissionais e isso me possibilitou a observar a dinâmica das pessoas e dos grupos. Depois de algum tempo sem saber como daria continuidade para minhas pesquisas encontrei a ALUBRAT (Associação Luso-Brasileira de Transpessoal). Entendi que lá encontraria tudo que precisava naquele momento e sem pestanejar me matriculei na pós-graduação com duração de dois anos. Foi uma viagem sem volta, pois a cada módulo cursado eu encontrava perguntas e respostas que davam sentido e significado a minha busca e aos poucos fui entendo que aquele ciclo no mundo corporativo estava chegando ao fim. Na psicologia transpessoal encontrei o embasamento para o nascimento do Coaching Integrativo, que na época nem imaginava que existiria: a importância da integração da razão, emoção, sensação e intuição, a didática transpessoal, a arteterapia, a cartografia e os estados de consciência, a transdisciplinaridade, a neurociência, o eneagrama, o psicodrama e a psicologia positiva.

Nossa Experiência

O que nossos alunos recomendam

77%
Aprovam a preparação para o mercado de trabalho
85%
Aprovam o nosso conteúdo programático
99%
Indicariam a Formação para seus amigos